quarta-feira, 6 de maio de 2009

Coisas que não entendo.






Tem certas coisas que acontecem no Brasil que eu não entendo. Aliás, a maioria delas, mas tem umas que além de não entender, me dá um certo asco.
Falo a respeito do caos que está acontecendo no norte. Muitos devem ter vistos chuvas torrenciais, rios subindo 15 20 metros e alagando cidades inteiras, destruindo únicas pistas que interligam uma cidade a outra, deixando as cidades praticamente “terra de ninguém”.

Não me assusta o excesso de chuvas, até porque a natureza aos poucos devolve toda agressão que vem sofrendo ao longo de anos, porém o que me assusta é o descaso das autoridades e dos brasileiros para com este fato.

Lembram de Santa Catarina, quando deu uma tromba d água e alagaram algumas cidades, e mataram várias pessoas? Pois é, foi outro caso da natureza que deixou milhares de pessoas isoladas, que perderam tudo, e estão agora reconstruindo tudo. Até ai tudo bem, porém lembram das frentes que todo o país levantou? Bancos criaram contas para brasileiros doarem a quantia que quisessem, na televisão não cansava de passar em telejornais a respeito da catástrofe e pedindo ajuda. Times de Futebol doaram rendas de jogos para ajudar os desabrigados, caminhões faziam fila de dias para chegar em estoques e deixar o recursos que levavam, inclusive teve até o escândalo. Lembram?

Pois é, hoje no Norte temos uma situação se não parecida, pior. Temos mais de 600 mil desabrigados em Amazonas, Maranhão, Pará, Piauí, Ceará e Bahia. Você leu corretamente, são mais de meio milhão de pessoas desabrigadas, sem recursos básicos de sobrevivência e higiene. Está instalado o caos no norte já faz mais de 20 dias. E o que autoridades fizeram até agora? Lula sobrevoou cidades alagadas, junto com a Roseana Sarney, recapitulando, lembram do Lula aumentando o auxilio desemprego para os catarinenses? Porque não para seu maior sitio eleitoral?

E é de estranhar ainda mais, porque o Norte é o berço da maioria de nossos atuais políticos, e o principal pólo eleitoreiro de nosso presidente e vários de seus deputados, e agora que seria a hora de pelo menos os políticos liderarem a frente de ajuda para sua “terra natal”, não, ficam inventando emendas constitucionais, deixando nossa famosa constituição ainda maior.

E o pior que o Norte sempre foi uma região esquecida pelo resto do país, então já não têm muita coisa, e o pouco que tem agora acabam por perder em enchentes. Já Santa Catarina tem mais recursos, maior desenvolvimento e capacidade de recuperar.
Minha intenção não é por em pé de Guerra a região Norte contra o Sul, mas sim de mostrar a distinção social que praticamos, mesmo que inconscientemente, o que é um fato lamentável. Não sou de esquerda, pelo contrário, minha visão é completamente de direita, mas porque nesse país temos o “costume” de ajudar os ricos e nem ligar para os mais necessitados?

E na próxima vez que houver enchentes no sudeste e sul tenham certeza que os primeiros a ajudarem e mandarem um pouco do pouco que têm serão nordestinos e nortistas, enquanto isso vemos de braços cruzados crianças sendo entrevistadas , dizendo que têm fome.

É de ter asco, ou não?!


5 Comentou. Comente você também.:

diego disse...

Boa percepção, cara...

Rafael disse...

É a mais pura verdade.

Anônimo disse...

BOA! De fato, tenha famílias lá... e é justamente o que se discute na minha casa. Falou exatamente tudo, não só a respeito do fato atual, mas como sempre foi. Parabéns!

Raphael disse...

Loirinhos de olhos azuis que perderam tudo sempre é mais comovente, triste realidade do Brasil e do mundo.

Anônimo disse...

Sou nortista, e lendo seu post vi muitas opiniões que batem com o sentimentos que nós aqui sentimos... quando das enchentes em SC, tivemos muita movimentação para doação de comida roupas e até dinheiro (A CEF "Caixa" já pedia de cara, nos seus terminais doações ), e assistindo jornais, vendo os maiores portais de noticias do brasil, parece que o que está acontecendo por aqui, não está acontecendo no brasil, que não é responsabilidade nossa se preocupar com isso... Toda aquela frente para ajudar os desabrigados de SC, toda aquele patriotismo de "vamos ajudar nossos irmão", pois é nós (norte e nordeste) somos o parente abastardo, lembrados só no momento de dizer sobre nossas belezas, a Amazônia, as Praias, as Riquezas e minérios do nosso solo. Mas na hora de arregaçar as mangas, cadê?
Cadê nosso presidente com sua bolsa esmola, com o seu discurso sempre pronto, pois é... isso por que ele se diz nordestino.
É uma pena que num pais como o nosso essas divisões raciais/regionais fiquem tão fortes nesses momentos..

Acho que todos tem vontade de ajudar os ricos, dar algo pra um estado rico deve se bom para o ego, enquanto uma ajuda a um estado pobre seja algo desmerecido ou sem apelo social.